O que é Marketing Digital?

Também conhecido como Internet Marketing. É apenas uma nova plataforma (novo meio) para a execução do Marketing, incluindo a aplicação dos mesmos princípios da psicologia, etc. Contudo, com novas ferramentas.

O objetivo principal deste artigo é centralizar em um único lugar informações relacionadas a este assunto.

Eu acredito que um fator determinante do sucesso em qualquer área é a criação de um hábito que não somente te motive diariamente a agir e melhorar, mas também te fazer PENSAR sobre aquele tema todos os dias e te lembrar aonde você quer chegar.

Então o planejamento principal e inicial desse artigo será com alguns assuntos que quero abordar e que considero essenciais para o inicio de um projeto online.

Na medida que for relevante pretendo mostrar os bastidores do meu negócio para mostrar como as coisas acontecem na prática e como as decisões são tomadas.

Este artigo tem objetivo de servir para todos, tanto para os que estão começando, quanto para os que não tem noção alguma sobre o assunto.

Segue o planejamento inicial do grupo:

01 – Boas vindas
02 – Mercado digital e físico
03 – 3 Pilares de uma venda
04 – Como decidir seu projeto e quanto investir
05 – Primeira Venda
06 – Tráfego
07 – Estruturas de vendas
08 – Ofertas e Campanhas
09 – Lançamentos
10 – Copywriting
11 – Tráfego
12 – Manutenção diária vs Piloto Automático

Estratégias
Campanhas
Estrutura de vendas

As coisas tomam proporções maiores quando estamos online. Isso é a escala, empregar o mesmo trabalho para obter mais resultados.

Quando falamos de negócios físicos, o aumento de produção envolve o aumento de estrutura física e contratação de funcionários. Online, não é necessário. A estrutura que vende para 10 pessoas é a mesma que vende para 1.000.000. Além disso, o negócio online é possível iniciar com um investimento inicial quase zero.

Escala é a capacidade que damos a um negócio de aumentar o seu faturamento sem que seja necessário aumentar o investimento.

A venda de informações permite um maior lucro, esse é o chamado infoproduto. É possível vender mais que isso na internet, mas este produto permite o lucro e ajudar outras pessoas com o repasse desta informação.

Estudo é um processo contínuo.

Não adianta aprender nenhum estratégia de vendas, de administração, se você não vencer a procrastinação e colocar as coisas em pática.

Não compare o palco dos outros com os seus bastidores. Não adianta comparar pessoas que estão colhendo resultados a algum tempo, com você que está iniciando.

Cuidado com gurus, que tentaram lhe vender falsas promessas.

O primeiro desperar para quem quer trabalhar com internet é que este é um trabalho como qualquer outro. exige disciplina, trabalho. É claro que a internet da mais visibilidade, devido a escala, e permite a automatização de alguns processos e até facilidade de delegar tarefas. Contudo, este tempo livre não vai ser iniciado com o seu começo nas atividades da internet, isso so virá com o tempo. Atens do tempo livre, seu negocio terá que ser validado, ralar muito. Internet não é jogo, há um compromisso com os clientes.Se você não tiver disposto a trabalhar de verdade, talvez o marketing digital, ou qualquer outro trabalho não será para você.

No inicio, você não tem marca reconhecida, não tem cliente, não há estrutura e ninguém vai acreditar em você. Então no inicio só você acreditará em você, e somente você poderá cobrar suas atividades e o trabalho duro para crescer.

O que é um infoproduto?

Infoproduto não é apenas cursos digitais. Ele pode ser um aplicativo, sistemas, planos de assinatura como Netflix e Spotify, serviços com áreas de membros, livros digitais (e-books), planilhas, etc.

Nesse mundo do marketing digital não existe apenas a pessoa que cria o infoproduto e o cliente consumidor, existe também o afiliado que são as pessoas que vendem o infoproduto de outras pessoas com o propósito de ganhar comissões – que são ali entre 40% e 50%.

No Brasil temos algumas plataformas que unem os infoprodutores e os afiliados. A mais famosa se chama hotmart, monetizze, eduz. Onde o afiliado se associa, e recebe um link que deverá ser repassado para seus clientes. Cada cliente que compra através deste link irá gerar uma comissão ao afiliado.

Se você quer começar seu negocio na internet, a primeira coisa que deve ser pensada é quem você quer ajuda, como você vai ajudar essa pessoa. Essa pessoa já está sendo ajudada por alguém? Se você pensar inicialmente em quanto você vai ganhar em dinheiro, você tenderá a criar algum superficial e o que você vai conseguir mais gerar resultado é ter um genuína preocupação nas pessoas que você irá ajudar.

Durante a nossa vida profissional a gente sempre está vendendo alguma coisa. Se você pensa que não sabe vender e que não gosta de vender. Quando você é funcionário de alguém, você está vendendo as suas horas. o Grande problema é que ninguém enriquece vendendo horas, pois é um recurso escarço. então para ganhar dinheiro vendendo horas, você precisa fazer com que a sua hora se torne muito cara e o grande problema é que horas não são escaláveis, há um limite. Os empreendedores compram horas, é uma forma dele escalar as horas dele. Se ele não tem tempo para fazer mais nada ele paga alguém que faça para ele.

Então entender o processo de vendas, não deve ser um processo exclusivo de empreendedores. Infelizmente isso é deixado de lado nas escolas e universidades. Pois durante nossa vida inteira profissional, estaremos vendendo algo, seja nossas horas, produtos, serviços e o ideal é vender coisas que sejam escaláveis. Para entender o processo de venda nós dividimos em três pilares. se não estiver ocorrendo uma venda, significa que um destes pilares pelo menos não está funciconando como deveria:

Os três pilares das Vendas do Marketing Digital
Os três pilares das Vendas do Marketing Digital

1 – Produto ou objeto de venda;
2 – Oferta;
3 – Trafego

Seu produto pode ser excelente, o melhor de todos os produtos, se você não tiver uma boa base de convencimento, se você não tiver capacidade de convencer outra pessoa a comprar, ele não será vendido. Você também pode ter o melhor produto, e a melhor técnica de venda, ser a pessoa mais persuasiva, mas as voc~e não coloca pessoas suficientes para serem expostas a sua oferta não vai adiantar de nada. Pro exemplo: Você pode ter a melhor loja, o melhor sapato e a melhor vitrine. Se a loja ficar em uma rua onde não passa ninguém, você não venderá produto algum. No mundo digital, a persuasão é feita por uma técnica que chamamos de copywriting, que é uma forma persuasiva de comunicação com o objetivo de despertar emoções (mesmo que inconsciente) que ajudem a convencer o cliente a tomar uma atitude, em nosso caso consumir seu produto.

Oferta é o processo de persuasão para alguém comprar o seu produto.

No marketing digital trabalha-se com duas formas de tráfego: o orgânico e o pago (Facebook ADs, Google Adwords, etc.).

Trafego Orgânico

O trafego orgânico é quando você produz conteúdo e consegue atrair pessoas de forma espontânea interessadas nesse conteúdo. Seja sistemas de busca como o google, ou pessoas conectadas a plataformas como youtube, Facebook, pinterest, instagram, etc.

Tráfego Pago

O tráfego Pago ou patrocinado é quando se paga uma plataforma para que ela divulgue seu anúncio para o publico alvo que você diz que deseja atingir. Exemplo: Facebook ADs, Google Adwords, Taboola, Youtube.

A grande vantagem é o controle que é possível na exibição do público escolhido. como por exemplo, faixa etária, horário de acesso, língua, pais, tipo de conteúdo que a pessoa consome, etc.

Essas plataformas costuma cobrar por impressão. Por isso é necessário otimizar o publico, para ter uma quantidade menor de impressões com mais resultados e um desses fatores é a escolha do público.

Três pilares do tráfego pago: validação (busca pelo publico que interagem melhor), otimização (refino do publico para aquele que performa melhor), escala (aumento de gasto para esse público).

A maior vantagem do trafego pago é o resultado instantâneo, no momento em que se investe dinheiro, as visitas começam a chegar as vendas começam a acontecer.

Tráfego Orgânico x Tráfego Pago ou Patrocinado

Não há melhor, o interessante é utilizar as duas pois cada uma tem a sua vantagem e desvantagem. Na grande maioria das vezes, não é possível falar em escalar um negócio utilizando trafego orgânico, pois este leva tempo e as vezes é impossível conseguir atingir um grande volume de trafego.

Para criar um produto, você não necessariamente precisa dominar um assunto, você pode combinar elementos para chegar em um produto que só existe me seu sonho, no plano das ideias, O Napoleon Hill, em seu livro “Quem pensa enriquece” fala muito sobre a questão da fé, não no sentido religioso, a fé é uma das principais habilidades de se concretizar objetivos. Uma vez que você tem tanta certeza e vontade de se realizar algo, o caminho vai se montando em sua frente. Você liga o radar e percebe que você não tem o dinheiro, mas conhece alguém que tenha. Você não tem o conhecimento mas conhece alguém que conhece alguém que sabe sobre aquele assunto. e combinando estes elementos você consegue chegar em seu objetivo, mesmo que inicialmente você não tenha nenhum deles. O empreendedorismo no sentido puro da palavra é justamente isso. é ter essa capacidade de combinar coisas já existentes para alcançar seu objetivo. não necessariamente precisa ter dinheiro, conhecimento técnico, mas apenas a vontade e a capacidade combinar os elementos.

Investimento: Todo e qualquer projeto exige investimento. Não necessariamente esse investimento é dinheiro, ele pode ser tempo. Quando falamos por exemplo dos pilares da venda, temos o tráfego. Para gerar trafego você precisará de tempo (tráfego orgânico) ou dinheiro (tráfego pago).

O que você tem hoje para construir seu negócio online? Você tem Dinheiro? Para fazer as primeiras vendas é necessário 2000 reais. é possível fazer com menos, mas sempre existe a margem de erros. Com tráfego pago você consegue fazer venda da noite para o dia para alguém que não te conhece. Se você não tem dinheiro, apenas tempo, começamos agora a falar em consistência. Todas as plataformas de conteúdo entendem (o algoritmo) a consistência, a frequência. O que acontece é que no inicia a pessoa esta empolgada, produz muito conteúdo, e deixa de produzir nos meses seguintes pois as primeiras vendas não acontece. Quando falamos de vendas, temos ter em mente que é necessário aproximadamente 200 cliques para realizá-la, e para gerar isso tudo de clique é necessário muito tráfego. Assim, não é com apenas um mês de conteúdo que isso será atingido.

Assim, se você tem apenas tempo, é necessário realizar um planejamento de conteúdo a longo prazo. Alguns profissionais falam que no youtube é necessário 50 vídeos para se ter ideia se o canal dará certo. Isso é praticamente um ano de 1 postagem regular por semana. por isso a palavra é consistência, dedicação e sangue frio para ter a ciência de que não vai ser um mês para cair a primeira venda. Se falamos de Blog, além do conteúdo, ainda falamos sobre SEO, que é uma otimização que é necessário fazer para que sites de busca reconheçam seu conteúdo como muito relevante colocando seu artigo nas primeiras páginas do Google.

Um dos subtipos de tráfego pago é a contração de influenciadores digitais para realizarem a divulgação de seu produto. Você pode pagar por postagem, stories ou introdução em vídeo e essa parceria é uma negociação livre entre você e o influenciador digital. Ele não está emprestando apenas o espaço, mas a autoridade dele junto com a audiência dele para falar do seu produto.

Quanto mais consistente, mas a plataforma percebe que você gera público. E para ela é bom, pois quanto mais público ela tem mais exposição para seus anúncios. Assim, a plataforma percebe a sua consistência e a cada dia exibe seu conteúdo para mais pessoas. Contudo o algoritmo não consegue fazer essa análise de forma rápida, então leva tempo para que você comece a ser beneficiado.

Tipos de Vendas:

Dropshipping: Modalidade onde você vende produtos físicos sem precisar ter estoque. Seu fornecedor entrega diretamente na casa do seu cliente. Você pode vender desde sementes de plantas, à fones de ouvido, IPhone ou drones. (Alguns exemplos)

“A ação cura o medo”

A primeira venda não significa nada em termo de negócio, as estratégias de vendas rápidas não poderão ser executadas indefinidamente e se você quer levar o marketing digital a sério haverá todos os meses contas a serem pagas. Ou seja, o mais importante não está na primeira venda, mas na construção de uma estrutura sólida de vendas que lhe permita uma constância em seus resultados e redução na dificuldade e previsibilidade das vendas.

Estratégias para realizar a primeira venda:

1 – Escolha um produto para se tornar afiliado; analise se o produto atende a uma real necessidade, por exemplo: produto de emagrecimento, aprender as realizar uma atividade para garantir uma fonte de renda, etc.

Primeira estratégia é gerar trafego através de ferramentas pagas como Facebook ADs, Google Ads, caso você tenha como investir dinheiro.
segunda estratégia, quem não tem como investir dinheiro, usar o OLX (categorias outros), o Marketplace do Facebook. e coloca o telefone para que a pessoa entre em contato via whatsapp, pelo whatsapp você fornece o link de afiliado. Não vai gerar muito dinheiro, vai vai lhe garantir uma primeira venda. Não é escalável.

terceira estratégia é buscar em sua listas de whatsapp (amigos, por exemplo), pessoas que podem ter necessidades satisfeitas e vender para eles.

quarto: Instagram de nicho, é a mais próxima de uma estrutura inicial. Mas é ruim para escalar. Você monta um instagram e posta coisas relacionadas ao publico que você pretende vender algum produto. Essencial ter consistência, estar disposto a postar 3 vezes por dias. Não adianta postar 14 por dia e ficar uma semana sem postar. Usar hashtags e ir em perfis semelhantes e comentar, usar as mesmas hashtags, fazer colabs. E em cada post nunca esquecer de colocar uma chamada para ação (Call to Action) incentivando a pessoa a clicar no link da bio que levará a página de venda ou a um vídeo que fale sobre o produto.

Quinta: utilização de influenciadores digitais. Obvio que não conseguirá contato com grandes influenciadores, mas pequenos influenciadores são mais acessíveis e também geram resultado.

Público

O Facebook trabalha com dois tipos de público:

Interesse: é importante conhecer seu público, mas você pode selecionar seguidores de uma determinada página parecida com a sua, relacionadas, ou de concorrentes; Para conhecer mais sobre seu público é possível utilizar a ferramenta Audience Insights do Facebook: https://business.facebook.com/ads/audience-insights

Público Semelhante (Look a Like – LAL): Construído através de uma lista de e-mails. O Facebook pega todos que estão nesta lista, utilizando o e-mail ele descobre todos os perfis que os utilizam e aí ele verifica quais os interesses em comum. Assim, ele irá buscar pessoas que tenham interesses parecidos com esses interesses detectados a partir da lista de e-mail.

Se você ainda não tem uma lista de compradores, você pode se afiliar a um produto que tenha um público parecido apenas para criar esta lista. Muitos produtores, inclusive, fornecerão para você essa lista. Pois o interesse dele é que você venda.

Glossário

CPC:
CPM:

05.11.2019 – Este artigo é apenas um esboço e será completado e reescrito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *