Squid

O Squid é um software livre, um servidor que funciona como um intermediário no contato dos computadores da rede local com outras máquinas fora dela, como na internet. Ele recebe as requisições de acesso externo dos hosts locais e as repassa a outros computadores fora da rede local, retornando as respostas aos computadores que as solicitaram. O Squid oferece uma série de recursos que o tornam uma excelente alternativa para aproveitamento mais racional da comunicação. Dentre esses recursos, dois são descritos a seguir.

Função Cache: O Squid armazena o conteúdo acessado, de forma que se algum host fizer novamente uma requisição ao mesmo conteúdo, que já se encontra armazenado, ele recebe diretamente esse conteúdo, sem a necessidade de efetuar uma nova busca dos dados na Internet. O uso desse recurso resulta em maior rapidez no acesso à Internet, pois o link do host com o proxy é bem mais rápido do que deste com a Internet.

Função Autenticação: O acesso ao servidor proxy pode ser limitado por meio do controle de acesso dos usuários, já que somente usuários autorizados poderão acessar a Internet. Este recurso é bastante flexível e pode ser implementado de várias maneiras, como pelo uso do protocolo LDAP. Os recursos descritos são denominados respectivamente:

Autenticação enfoca na identificação, enquanto a autorização define o que é possível fazer. Para controlar o acesso a um recurso é preciso que haja a identificação do indivíduo (autenticação) e a possibilidade de acessar o que se deseja (autorização), permitindo ou revogando a solicitação.

Atenção: Este resumo foi criado como material de estudo para Concurso Público (em 2014) a partir da compilação de diversos materiais encontrados na Internet. Algumas informações podem estar incompletas ou defasadas pois são baseadas no entendimento utilizado pela Banca FCC em suas provas naquela época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *