Arquivo da tag: Inovação Tecnológica

Irã vai criar “internet” exclusiva para o país

O Ministério de Tecnologias da Informação e Comunicações iraniano anunciou, na semana passada, um plano para que seja estabelecida, em cinco meses, uma intranet nacional – uma “Internet limpa”, nas palavras do ministro Reza Taghipour.

Na prática, significa que os milhões de internautas do país estarão permanentemente bloqueados de acessar a WWW, redes sociais e mesmo serviços internacionais de e-mail, segundo relata reportagem do International Business Times.

“Todos os Provedores de Serviços de Internet devem apresentar apenas a internet nacional até agosto”, afirmou Taghipour em pronunciamento. Páginas como Google, Hotmail ou Yahoo serão bloqueadas e substituídas por serviços, de buscadores a e-mails, administrados pelo governo.

O governo iraniano já começou o processo de registro dos interessados em usar o Irã Mail, o que inclui a verificação e gravação do nome completo dos usuários e seus endereços.

Fonte: Convergência Digital/Cnet

Pois é, este é o governo do Irã mostrando que aprendeu com os últimos acontecimentos no oriente médio, a chamada Primavera Árabe.

Rato ganha cérebro robótico que funciona normalmente

Lendo esta matéria publicada no site Hypescience.com, lembrei de uma patente que havia sido registrada pela microsoft: uma unidade externa de mémoria que poderia expandir a quantidade de informação que memorizamos e que também já poderia vir com  informações armazenadas.

Uma grande revolução está a caminho…

“Uma nova pesquisa de Israel colocou um cerebelo robótico minúsculo dentro do crânio de um rato, em um esforço para ajudá-lo a recuperar movimentos.

Os cientistas colocaram o cérebro “chip de computador” em um rato com lesões cerebrais, permitindo que o roedor alcançasse uma função normal do corpo.

O chip de computador é ligado no cérebro do rato com eletrodos, e assimila informação sensorial do corpo do roedor.

Esta informação é então interpretada, e envia mensagens de volta para o tronco cerebral. As mensagens são retransmitidas para o resto do corpo, o que dá ao rato sua capacidade de mover-se normalmente, apesar de sua lesão cerebral.

Para certificar-se de que o cerebelo robótico estava funcionando, os pesquisadores de Tel Aviv treinaram o rato para piscar quando ouvisse um som. Quando o cerebelo artificial estava ligado, o rato piscava, e quando estava desligado, ele não piscava.

Segundo os pesquisadores, essa é uma prova de que podemos registrar as informações do cérebro, analisá-las de uma forma semelhante à rede biológica, e devolvê-la para o cérebro de forma artificial.

Este tipo de pesquisa poderia eventualmente ser usado para criar membros artificiais para amputados.”

Via Hypescience.com